O silêncio mais bem pago

27/01/2009

Nelson Rodrigues afirmou que o silêncio do analista é o silêncio mais bem pago do mundo. Não acredito que, em geral, seja bem pago … mas, certamente, trata-se de algo raro, o silêncio … é preciso estar bem formado para poder silenciar diante da angústia do outro, ao invés de tentar acobertar essa angústia com conselhos, exortações, verdades, razões.

Esse silêncio do analista é um silêncio específico, numa relação especial. Nele, podem apresentar-se novas palavras para que se façam novas articulações; novas derivações para a eletricidade que insiste em carregar o circuito neurótico; novas chaves, novos condutores, novos dispositivos.

Anúncios

3 Respostas to “O silêncio mais bem pago”

  1. Karinna Says:

    não sabia que para o analista havia relação “especial”. Há?

  2. stelioneto Says:

    O termo “especial” parece mesmo inadequado … no entanto, me faz pensar em “espécie”, em relação a “gênero”. Certamente trata-se de uma relação onde evitam-se generalidades.

    Agora, “cotidianamente”, por assim dizer, penso que os analistas têm seus pacientes preferidos (foi nesse sentido que entendi o “especial” em sua pergunta). Lacan disse certa vez que Freud “amou” sua Dora. Obviamente, isso não interessa à análise. A artificialidade da relação analítica tem que ser mantida, e isso é trabalho do analista.

  3. karen Says:

    onde que o nelson estava com a cabeça que é o silencio mais pago?!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: